Turismo O Museu de Dona Lina

Turismo cultural à beira-mar atrai visitantes ao MAM

“Com a chegada do verão, temos grupos inteiros de turistas circulando pelos diversos ambientes do museu, o tempo todo”, relata o diretor-geral do MAM, Pola Ribeiro

15/01/2022 01h30
Por: Rebeca Costa Fonte: Ascom Setur
MAM. Foto: Divulgação
MAM. Foto: Divulgação

Cenário de uma das mais belas vistas da Baía de Todos-os-Santos, o conjunto arquitetônico Solar do Unhão, do século 17, é roteiro obrigatório do turismo cultural em Salvador. Encravado na ladeira da Avenida Contorno, o patrimônio histórico abriga o Museu de Arte Moderna da Bahia ( MAM), que reúne cultura contemporânea, cinema, música e área de convivência ao ar livre. 

 

Nesta temporada, está em cartaz a exposição “O Museu de Dona Lina”, uma referência à idealizadora do espaço, a arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, que tem atraído muitos visitantes. “Com a chegada do verão, temos grupos inteiros de turistas circulando pelos diversos ambientes do museu, o tempo todo”, relata o diretor-geral do MAM, Pola Ribeiro. 

 

O DJ paulista Alex Toledo frequenta o circuito das artes pelo país e veio conferir a exposição na Bahia. “Para mim, o principal atrativo é esse acervo riquíssimo, mas toda a atmosfera do MAM é fascinante". 

 

A professora Janaína Cerejo, de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, disse que a visita permite uma imersão em diferentes épocas. “O passado e o presente se cruzam, em um espaço arejado, confortável e acessível". 

 

Neste sábado (15), às 12h, o equipamento vai ganhar o "Espaço Lina", uma parceria com o Instituto Bardi-Casa de Vidro de São Paulo, para homenagear a criadora do museu. Em breve, serão entregues os novos píer, atracadouro e restaurante do MAM, que integram as ações da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) no entorno da Baía de Todos-os-Santos.  

 

"Esse atracadouro será uma porta para a baía, onde ninguém vai resistir em tirar fotos, e o local do restaurante manteve características do período colonial. Tá ficando mais atrativo", disse a arquiteta catarinense Carolina Silveira, em passeio pelo museu. 

 

Administrado pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio do Instituto do Patrimônio Artistico e Cultural ( Ipac), o MAM é aberto à visitação gratuita, de terça-feira a domingo, das 13h às 17h, com protocolos de segurança sanitária.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias