Terça, 26 de Janeiro de 2021 19:12
71 99955-6118
Política Podcast

Janaina diz que Bolsonaro é 'idoso adolescente', mas não descarta apoiá-lo em 2022: 'Depende do que ele vai aprontar nos próximos dois anos'

Na estreia do podcast

13/01/2021 08h00 Atualizada há 2 semanas
Por: Evilásio Júnior
Foto: Carol Jacob / Alesp
Foto: Carol Jacob / Alesp

Convidada de estreia do podcast "Se Vira com o Vila", já disponível em todas as plataformas, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) revelou que, apesar dos embates públicos com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que a mantém bloqueada no Twitter em função de suas críticas ao governo federal, poderá apoiá-lo na campanha à reeleição em 2022.

 

"Não sei... eu não descarto, não. Depende de quem estiver [ao lado dele] e do que ele vai aprontar nos próximos dois anos... porque ele só apronta (risos). A gente não tem nenhum contato. Faz muito tempo que eu não falo com o presidente, nem o encontro em eventos. [...] Então, assim, ele sabe que, se um dia ele precisar conversar comigo, eu estou à disposição e que a minha abordagem será sempre o que for melhor para o país. Eu tenho certeza que ele confia nisso. Mas eu acredito, de verdade, que ele confia na minha honestidade e na minha fidelidade ao país. Então, se um dia ele quiser me ouvir, eu vou estar à disposição. Agora, depende dele", sugeriu.

 

Ao alertar os jovens sobre a gravidade da doença, que pode vitimar pessoas independentemente da idade, a parlamentar, que passou por mau bocados ao contrair a Covid-19 em março, disse apoiar as medidas preventivas adotadas pelo Ministério da Saúde, mesmo na atual gestão do general Eduardo Pazuello, e classificou o discurso negacionista do capitão reformado como fruto de um "comportamento rebelde": "O presidente é um idoso adolescente".

 

Na avaliação da advogada coautora da peça que culminou no processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), um dos problemas de Bolsonaro é que ele "se cerca de pessoas que representam a direita rudimentar", o que pode inviabilizá-lo na próxima disputa nacional.

 

"Eu não sei se o país aguenta mais seis anos de confusão. Tudo bem, eles agitam, a gente não tédio nesse país, mas a gente precisa de estabilidade. Por pior que seja Bolsonaro, eu prefiro ele à esquerda que a gente conhece, mas se puder surgir um líder um pouco mais estável, um pouco mais observador dos ritos do cargo, eu acho que, para o país, seria melhor", considerou.

 

Entre as possibilidades no seu campo ideológico, Janaina não crê que o governador paulista João Doria (PSDB) consiga se cacifar como postulante ao Palácio do Planalto, mesmo que consiga tornar o estado referência no país na campanha de vacinação contra o coronavírus.

 

"Eu não vejo o governador como uma alternativa em 2022. Ele está muito enfraquecido no estado. Há muita resistência à pessoa dele. Ele não tem uma simpatia dos deputados, mesmo os que são da base, que são formadores de opinião, que são multiplicadores, vamos dizer assim. Ele é uma pessoa que, na minha leitura, não agrada o brasileiro não-paulista, entendeu? Ele é muito arrumadinho. O brasileiro é um povo muito apaixonado e apaixonante. O governador é até uma pessoa dinâmica, muito bom nas reuniões, então faço esse registro aqui que não estou jogando pedra, mas o brasileiro, principalmente para a Presidência da República, tem que se apaixonar", avaliou.

 

Problema semelhante, para ela, é o possível presidenciável do Novo. De acordo com a deputada, João Amôedo "não é a figura" para representar a direita porque o candidato a presidente "tem que despertar paixões": "O Lula despertava. Ainda desperta. Bolsonaro despertou. Ainda desperta. Vai ter que surgir, assim, quem tenha essa coisa".

 

Janaina titubeia ainda sobre a opção de se aliar a uma possível candidatura do ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, principalmente por ele ter aceitado ser sócio da empresa de consultoria Alvarez & Marsal, que tem entre seus clientes a Odebrecht, uma das empresas investigadas na operação.

 

"Até pouco tempo atrás, eu responderia categoricamente 'sim', mas eu começo a ter um pouco de preocupação porque eu vejo que ele flerta muito com ideias que para mim são complicadas e ele não é claro sobre o que ele pensa acerca de várias pautas: o que é que ele pensa para a Saúde? O que é que ele pensa para a Educação? O que é que ele pensa sobre o aborto? Ele não fala. Ele só fala da pauta anticorrupção, que é importantíssima, mas um presidente não pode ser monotemático. E aí, quando ele foi procurar um possível parceiro, ele foi ao Luciano Huck, que é uma pessoa boa, bem intencionada, mas eu acho que não dá para você começar na política pela Presidência da República", declarou, ao admitir que já não fala do ex-magistrado hoje com "aquele entusiasmo".

 

Sobre si mesma, Janaina Paschoal não refuta a hipótese de disputar o Executivo nacional, embora admita ter "muito medo de dividir a direita". O seu desejo e principal chance é disputar o Congresso, apesar de não haver garantias do seu atual partido, que deve lançar a presidente municipal e atual deputada federal Joice Hasselmann para a vaga. "Se a eleição fosse hoje, eu diria: 'quero ser candidata ao Senado'. Pelo PSL, eu não sei, porque eu não tenho o poder da caneta e até agora ninguém do PSL me falou: 'olha, a legenda é sua para o Senado'", ponderou.

 

Defesora das chamadas "candidaturas avulsas", ela espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorize em tempo hábil que pessoas possam disputar as eleições mesmo sem estar filiadas a uma agremiação política.

 

Confira a entrevista completa aqui.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Evilásio Júnior
Sobre Evilásio Júnior
Mais notícias sobre política.
Salvador - BA
Atualizado às 18h59 - Fonte: Climatempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 32°

31° Sensação
19 km/h Vento
62% Umidade do ar
60% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol e Chuva
Quinta (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias