Segunda, 23 de Maio de 2022
71 99955-6118
Política Segurança Pública

Capitão Alden rebate declarações de secretário de Segurança Pública da Bahia sobre política armamentista

O parlamentar acrescentou que o Brasil registrou a menor taxa de homicídio em 26 anos, mas que a Bahia segue na contramão. O estado, nos últimos 13 anos, aumentou em 200% os casos de assassinatos, de acordo com dados do DATASUS/TabNet.

20/01/2022 13h53
Por: Bahia Jornal
Capitão Alden rebate declarações de secretário de Segurança Pública da Bahia sobre política armamentista

Após o secretário de Segurança Pública da Bahia Ricardo Mandarino culpar a política armamentista do Governo Federal pelo alto índice de crimes no estado, o deputado estadual Capitão Alden criticou o mandatário e fez questão de relatar que dados mostram que a Bahia possui uma das menores taxas de registro de armas de fogo no Brasil, mas, em compensação, é recordista em violência.

 

O parlamentar acrescentou que o Brasil registrou a menor taxa de homicídio em 26 anos, mas que a Bahia segue na contramão. O estado, nos últimos 13 anos, aumentou em 200% os casos de assassinatos, de acordo com dados do DATASUS/TabNet.

 

“Quando o secretário abre a boca já esperamos que venha muita ignorância, desinformação e, principalmente, desconhecimento. O Governo do Estado brinca de fazer segurança pública, brinca com os baianos ao culpar os outros pela sua incompetência. O secretário Ricardo Mandarino deveria ter vergonha do que diz”, disse Capitão Alden.

 

Alden ainda acrescentou que no Estado, de acordo com a Polícia Federal em ofício enviado ao gabinete do deputado, existem 166.753 armas registradas e 72.020 proprietários.

 

“Só na cabeça do secretário ter arma significa aumento da criminalidade. No Distrito Federal, por exemplo, temos o maior número de registros de armas do país, mas o índice de homicídios, em 2021, foi o mais baixo em 45 anos. Não são palavras ao vento, como o senhor Ricardo Mandarino faz. São dados. O secretário deveria estudar, ser assessorado, buscar informações antes de ir para frente das câmeras, vomitar tanto desconhecimento e despreparo”, completou.

 

Taxa de homicídios na Bahia cresceu 200% com o PT

 

O levantamento mostra que, de 1993 a 2006, o estado teve 25.977 homicídios, e de 2007 a 2020 o número subiu para 79.923. Ou seja, 200% a mais comparando os dois períodos de 13 anos.

 

De 1993 a 2006, a média anual era de 1.856 mortes por homicídio. O ano de 2006, inclusive, foi o que registrou mais mortes: 3.288.  Já de 2007 a 2020, período onde o Governo do Estado já era gerido pelo Partido dos Trabalhadores (PT), os casos saltaram. A Bahia registrou 79.923 homicídios. O ano que registrou mais assassinatos foi o de 2017, com 6.807 casos.

 

Taxa de homicídios no Brasil é a menor em 26 anos

 

De acordo com os registros no DATASUS, a taxa de homicídios do país começou a ser reduzida em 2018, quando foi consolidada em patamar 12,64% menor em relação ao ano anterior, equivalente a 26,8 / 100 mil. No ano seguinte, a redução foi substancialmente maior, com o indicador caindo 21,87%, a maior redução de toda a série histórica, fazendo-o retornar a 20,9 por 100 mil, patamar repetido em 2020. Desde 1993, com 20,2 / 100 mil, a taxa de homicídios não era tão baixa no Brasil.

 

Segundo levantamento da Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal (Secom), o número de registros de armas novas em circulação vem crescendo desde 2018. Foram 51.057 novos registros naquele ano; 94.064 em 2019; 177.782 em 2020 e, em 2021, até dezembro, 188.805 novas armas em circulação. Em relação aos homicídios, os dados do Ministério da Justiça, indicam uma redução no mesmo período. Foram, 48.965 em 2018; 39.627 em 2019; 43.879 em 2020 e 23.204 entre janeiro e julho de 2021.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 03h10 - Fonte: Climatempo
24°
Pancada de chuva

Mín. 23° Máx. 29°

24° Sensação
26 km/h Vento
89% Umidade do ar
80% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (24/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quarta (25/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias