Segunda, 23 de Novembro de 2020 12:42
71 99955-6118
Brasil Saúde

Psicóloga ressalta papel da saúde mental para pessoas transgênero

Acompanhamento psicológico e psiquiátrico é obrigatório para cirurgias de redesignação sexual

20/11/2020 18h00
Por: Bahia Jornal Fonte: Ascom
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A saúde mental é um aspecto fundamental da vida. Em processos de mudanças, por exemplo, fica evidente o benefício que um acompanhamento profissional pode trazer para o indivíduo. No caso de pessoas trans, que passam por uma mudança em sua identidade de gênero, esse acompanhamento é até obrigatório. Lara Cannone, psicóloga da Holiste, explica alguns pontos que demonstram a complexidade do tema 

 

“As dúvidas que mais recebo dizem respeito a como saber diferenciar o que é orientação sexual, o que é identidade de gênero e o que é a própria transexualidade”, afirma a psicóloga que integra o Núcleo de Sexualidade da Holiste e lida com o assunto diariamente. “No Núcleo, priorizamos a singularidade de cada caso, a depender do momento da transição em que o paciente está”, pontua. 

 

“Quando é uma demanda da própria pessoa de tentar entender mais o que está se passando consigo mesmo, a terapia com certeza é indicada. Vai ajudar especialmente a conseguir entender o processo, de se reconhecer nessa identidade que não foi a que desde o nascimento lhe foi conferida”, afirma.  

 

Acompanhamento 

 

De acordo com ela, quando o paciente ainda está no início do processo de transição, é feito todo o acompanhamento desde a troca do nome social até orientações sobre como lidar com a família e os amigos, autoimagem, alterações no corpo e tudo o que envolver essa nova apresentação com a qual o sujeito vai se identificar no mundo.  

 

“Nosso objetivo é desconstruir crenças de que (a homossexualidade ou a transexualidade) é errada, de que é doença, que é patológica. E isso requer um trabalho muito comprometido porque a sociedade não avançou muito em reconhecer identidades que são diferentes da norma. Então há ainda dificuldade de aceitação, de utilização de espaços públicos e isso não é um problema da pessoa, mas da sociedade”, comenta a psicóloga.  

 

Essa dificuldade de aceitação por parte de outras pessoas, por sua vez, pode gerar uma série de efeitos subjetivos, como isolamento, não ter uma rede de apoio, dificuldade para conseguir entrar em um relacionamento amoroso, depressão, ansiedade, automutilação. “Lembrando que cada pessoa tem sua singularidade e também vai trazer outras questões pessoas que não apenas a sexualidade”, adiciona.  

 

Readequação genital 

 

Em alguns casos, há pacientes que têm vontade de fazer a cirurgia de redesignação sexual ou readequação genial (nem todas as pessoas trans desejam fazer a cirurgia). Para isso, é obrigatório passar por acompanhamento psiquiátrico e psicológico por um período de dois anos. Ao final do tempo, é emitido um relatório para autorização da cirurgia.   

 

Lara explica que o acompanhamento tem a função averiguar se o paciente tem condições de lidar com as mudanças no corpo, que são irreversíveis. “Ele precisa ter muita clareza nessa escolha para que depois as consequências não sejam nocivas. Além de auxiliar no processo de descobrir se é esse mesmo o desejo, para que o paciente tenha segurança na escolha que está fazendo, também acompanhamos as mudanças e todo o desdobramento”, complementa.  

 

Crianças e jovens 

 

Segundo a psicóloga, no consultório também costumam chegar muitas demandas de pais em relação a crianças e adolescentes, que geralmente têm muita dificuldade para diferenciar se é uma questão de gênero ou de sexualidade. Para ela, os “tabus” costumam ser uma questão mais para os adultos do que para as próprias crianças.  

 

Os adultos têm uma visão muito mais binária, do que é feminino e do que é masculino. Muitas vezes a criança está só experimentando, percebendo o mundo de uma maneira própria, não normativa. Não podemos dizer que o menino que brinca de boneca vai ser trans ou gay. Precisamos muito mais discutir o porquê de estarmos ainda tão engessados nesses papéis de gênero”, acredita 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 12h29 - Fonte: Climatempo
29°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 32°

32° Sensação
19 km/h Vento
66% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (24/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol e Chuva
Quarta (25/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias