Segunda, 23 de Novembro de 2020 13:24
71 99955-6118
Brasil Black Friday

Psiquiatra alerta para compras compulsivas

Comportamento nocivo leva a problemas financeiros e sociais

18/11/2020 15h30
Por: Bahia Jornal Fonte: Ascom
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O mês de novembro já é conhecido pela expectativa gerada pela Black Friday, data em que as empresas realizam diversas promoções e o consumidor, alvo dessas ações, é exposto a uma enxurrada de anúncios. Diante deste apelo, quadros de consumismo podem ser desencadeados. O psiquiatra Luiz Guimarães, da clínica Holiste, explica como identificar um quadro de compulsão por compras. 

 

De acordo com ele, o mecanismo cerebral na compulsão age da mesma forma, independentemente do seu objeto, seja álcool, drogas ou compras. No caso das compras é necessário fazer uma diferenciação entre o comportamento considerado normal e o doentio. Na primeira situação, o que caracteriza o comportamento é a impulsividade. Por exemplo, ao ver uma promoção a pessoa não consegue se controlar e compra.  

 

“O que está em questão não é o comportamento em si, é a consequência do comportamento”, afirma o médico. Segundo ele, a linha que separa as duas situações é muito tênue. No entanto, no caso mais preocupante o que caracteriza é o sofrimento, a dificuldade de planejar e a necessidade excessiva de compra. 

 

Compulsão 

“As pessoas que compram compulsivamente, normalmente têm uma ansiedade anterior àquilo e o fazem para ter um alívio de um sentimento negativo”, explica. Ao realizar o ato da compra, a angústia sentida pela pessoa passa momentaneamente; no entanto, logo em seguida há o arrependimento e depois a ansiedade retorna, criando, assim, um ciclo vicioso.  

 

O psiquiatra explica que, em sua maioria, essa compulsão se manifesta em mulheres e muitas vezes o ato acontece como forma de presente para outros, como um parente ou amigo. “Quando compram pra elas, normalmente escondem por já saber que alguém do seu convívio possa criticar”, comenta. 

 

Identificação 

O médico psiquiatra elenca algumas perguntas que a pessoa pode se fazer para ajudar a identificar se está nessa situação de comprar descontroladamente. São elas:  

  • Você tem uma preocupação excessiva por compras?  

  • O tempo que você gasta com compras interfere nas suas relações sociais? 

  • É natural perder o controle e comprar mais do que o planejado? 

  • Você tem um esforço repetido e mal sucedido em tentar controlar ou reduzir as compras?  

  • Você percebe que comprar é uma forma de aliviar uma angústia, tristeza ou emoção negativa?  

  • Você já teve que mentir para esconder a extensão das suas compras?  

  • Tem ou já teve problemas financeiros por causa disso? 

Caso as respostas sejam afirmativas, o ideal é procurar uma orientação médica para lidar com a questão. “Muitas vezes a pessoa tem vergonha e só procura tratamento quando a situação já começa a interferir nas relações com os outros ou quando está sendo ameaçada de alguma forma”, afirma o psiquiatra.  

 

Consumo consciente 

Luiz Guimarães acredita que em nossa cultura existe uma hipervalorizarão da aquisição como uma forma de construção da identidade e que a orientação familiar é essencial nesse processo.  

Para o psiquiatra, para fazer realmente um bom negócio na época de Black Friday, é necessário se programar: identificar o que realmente está precisando e quanto está disposto a gastar, colocando um limite.  

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 13h09 - Fonte: Climatempo
29°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 32°

32° Sensação
19 km/h Vento
66% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (24/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol e Chuva
Quarta (25/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias