Segunda, 30 de Novembro de 2020 10:38
71 99955-6118
Política ELEIÇÕES 2020

'Influencer', eleitora de Nena sugere que prefeito de Inhambupe pagou por afixação de bandeiras proibidas por lei e reclama de decisão judicial: 'Tirou o pão da boca do povo'

Nesta terça-feira (20), o juiz Dário Gurgel de Castro, da 44ª Zona Eleitoral, determinou liminarmente a remoção das propagandas em 24h, sob pena de aplicação de multa de R$ 3 mil por peça irregular

21/10/2020 22h33 Atualizada há 1 mês
Por: Evilásio Júnior
Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram

Autodeclarada eleitora do prefeito de Inhambupe, Fortunato Silva Costa, conhecido como Nena (PSD), a modelo, empresária e repórter – conforme a sua bio – Lisiane Silva sugeriu em um vídeo divulgado no seu perfil no Instagram, nesta quarta-feira (21), que o candidato à reeleição ofereceu pagamento para que proprietários de imóveis afixassem bandeiras de sua campanha nas fachadas.

 

Nesta terça (20), o juiz Dário Gurgel de Castro, da 44ª Zona Eleitoral, determinou liminarmente a remoção das propagandas em 24h, sob pena de aplicação de multa de R$ 3 mil por peça irregular para a coligação e para os candidatos, em caso de desobediência. Apesar de a divulgação do material infringir o artigo 20 da Resolução do TSE nº. 23.610/2019 (entenda aqui), a digital influencer da cidade, com mais de 16 mil seguidores, afirmou que a motivação da proibição foi política e afeta a economia do município, sobretudo para as pessoas mais carentes. 

 

"Estou aqui pelo pai de família, pela mãe de família, pela criança. Para você que precisa trabalhar e, sim, precisa colocar a comida dentro de casa, o pão dentro de casa. [...] O senhor Ademar correu atrás, junto com a sua equipe judicialmente (sic), para a retirada das bandeiras nas casas dos eleitores do 55, sustentando a tese de que as pessoas não estavam aceitando as bandeiras nas suas casas, sendo que todas as bandeiras foram colocadas com as ordens dos moradores. Sim, os próprios moradores foram atrás das pessoas da equipe do 55 para colocar as bandeiras em suas casas. Desde já, Ademar e sua equipe, eu gostaria de parabenizar vocês. Vocês só demonstraram o quanto vocês estão desesperados. Vocês foram ignorantes, arrogantes e nem um pouco humanos. Vocês foram desumanos, porque vocês não pensaram que, nessa época de política, é momento em que o pai e a mãe de família coloca o pão dentro de casa (sic) [legenda no vídeo diz 'Tirou o pão da boca do povo']. E foi isso que o senhor Ademar e a sua equipe fizeram: tiraram o direito do cidadão. Tiraram a oportunidade que o cidadão tem de ganhar dinheiro para dar comida aos seus filhos, nesse momento de política. Sim, tem muita gente que faz isso para dar comida aos seus filhos", enfatizou.

 

Procurada pela reportagem, inicialmente, Lisianne topou prestar informações sobre a sua declaração, mas, após os questionamentos sobre a sugestão de compra de votos, não respondeu mais às mensagens e decidiu bloquear o contato. Pouco depois, em um grupo de WhatsApp local ela fez "mea culpa": "Boa noite pessoal, passando apenas para esclarecer algo: Em momento algum, deixei claro que o atual prefeito compra votos, quis dizer que como cidadã não compactuei com a tese de tirar as bandeiras, mas se o juiz mandou, tá mandado. Boa noite e fiquem com Deus! 'Sobre o trabalho' eu falei que muitos pais em época de política vai balançar (sic) bandeira nas ruas pra ter um troco e até isso foi tirado. Falei como cidadã. Respeito a opinião de vocês e sucesso!"

 

Segundo o artigo 41-A da Lei das Eleições (9.504/1997), se houver comprovação do crime de compra de voto, o candidato que fizer a captação ilícita será punido com cassação do registro ou do diploma, aplicação de multa e inelegibilidade por oito anos.

 

Veja os vídeos de Lisianne:

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Evilásio Júnior
Sobre Evilásio Júnior
Mais notícias sobre política.
Salvador - BA
Atualizado às 10h35 - Fonte: Climatempo
29°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 30°

32° Sensação
17 km/h Vento
66% Umidade do ar
60% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (01/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol e Chuva
Quarta (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias