Quarta, 28 de Outubro de 2020 22:34
71 99955-6118
Política ELEIÇÕES 2020

Médico agredido por Nena declara apoio a Ademar: 'Inhambupe precisa de um gestor sério'

Mesmo sem apurar a denúncia, prefeito invadiu o Hospital Antônio Carlos Magalhães, desferiu uma série de ofensas ao plantonista e o acusou de dormir em seu turno de trabalho; Sindimed repudiou

13/10/2020 08h30 Atualizada há 2 semanas
Por: Bahia Jornal
Foto: Reprodução / YouTube
Foto: Reprodução / YouTube

Alvo de agressão verbal do atual prefeito de Inhambupe e postulante à reeleição, Fortunato Silva Costa, conhecido como Nena (PSD), o médico Jamerson Soares declarou pelo Instagram apoio à candidatura de Ademar Simões (MDB), principal opositor na corrida eleitoral da cidade.

 

"Inhambupe precisa de um gestor sério, competente e com responsabilidade com saúde pública, educação e segurança", publicou o profissional, na noite desta segunda-feira (12), ao comentar um card da campanha do emedebista.

 

 

Em março deste ano, após receber denúncia de uma paciente que reclamou do atendimento no Hospital Antônio Carlos Magalhães, mesmo sem apurar a situação, o gestor invadiu a unidade, desferiu uma série de ofensas ao plantonista, o acusou de dormir em seu turno de trabalho, o obrigou a fazer nova consulta e ficou no local até a saída da reclamante.

 

 

Após o episódio, pelas redes sociais, Jamerson esclareceu a situação, classificada por ele como "estarrecedora", fez um desabafo e anunciou ter desistido de atuar no município. "É com muito pesar que me despeço de Inhambupe, não da forma que imaginava acontecer, tão abrupta e inoportuna. [...] Felizmente, não dependo do município para sobreviver (já que o prefeito mencionou que estava ganhando dinheiro do povo para dormir). [...] Por mais que eu tente apagar da memória, não me sinto confortável em trabalhar no município após uma situação vergonhosa que passei perante os pacientes e os colegas de trabalho. Tive que me impor como profissional para não ser humilhado perante a sociedade. Gostaria de esclarecer que não havia urgência ou emergência médica sem atendimento. O colega estava realizando os atendimentos ambulatoriais e me encontrava acordado, diga-se de passagem, e não dormindo, conforme foi dito pelo prefeito na sua abordagem esdrúxula", postou. 

 

Em nota divulgada depois do incidente, o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed) repudiou o que considerou "atitude grosseira, desrespeitosa e humilhante" por parte de Nena e encaminhou Jamesson para a área jurídica da entidade, para que fosse avaliada a possibilidade de ingressar com ação nos âmbitos cível, criminal e administrativo.

 

Não há informações sobre a efetivação ou andamento de um processo na Justiça. O Bahia Jornal tentou contato com o Sindimed e com o médico agredido, mas não obteve êxito. A prefeitura não se manifestou sobre o caso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 22h22 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 25° Máx. 30°

28° Sensação
19 km/h Vento
84% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (29/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol e Chuva
Sexta (30/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 30°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias